sábado, 7 de dezembro de 2013

Teste sua visão achando o pássaro

Passando em frente à uma transportadora, tirei  fotos de umas árvores na parte interior de um alambrado que cerca a empresa. Estou postando aqui uma das fotos. Você consegue ver aí um pássaro? Essa árvore parece um tipo de coqueiro, mas não sei se esses coquinhos são comestíveis. Essas árvores juntas , lado a lado, formam um visual muito bacana. Mas e aí, conseguiu ver o pássaro? Se conseguiu, está com sua visão em dia e não vai precisar de óculos tão cedo. Posteriormente, colocarei as fotos em que o pássaro está mais visível.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Orquídeas

Essas fotos são da flor Orquídea. Uma espécie muito bonita, presente da amiga Ângela Burato, da Escola Estadual Raul Soares para minha esposa, que de maneira indireta foi um presentaço para mim. Não sei exatamente se ela tem uma denominação diferente, estou ainda pesquisando. Mas toda vez que olho pra ela, me lembro de um palhaço ou um espantalho, o formato dela é bastante semelhante. Quem souber mais alguma coisa sobre essa espécie e quiser contribuir, pode comentar aqui ou pelo e-mail: bandamembrana@hotmail.com


http://picasion.com/i/1V1AJ/
                                             Agradecendo a participação da Lilian, que fez um comentário nessa postagem, segundo o que ela pesquisou e que acabei de confirmar, essa orquídea é conhecida pelo nome de "orquídea estrela", e "essa é do gênero "Epidendrum" e sua floração é, relativamente duradoura por abrirem as flores de forma quase sequencial. Existem várias espécies pertencentes ao mesmo gênero."                                                         
Encontrei mais essas fotos na internet, nos seguintes links:


domingo, 12 de maio de 2013

Canários


http://picasion.com

Há cerca de  4 anos, havia apenas um casal desses pássaros aqui no Bairro Primavera, em Ubá. Com o passar desse tempo, a família deles foi aumentando consideravelmente. Essas fotos são dos canários que frequentam nosso quintal todos os dias. 

domingo, 21 de abril de 2013

Atitudes simples que fazem a diferença

Essa foto foi tirada em 2010, em frente à minha casa. Era uma árvore que estava crescendo na marra, porque sofria muitos maus tratos, principalmente de crianças, que puxavam seus galhos, que brincavam ao redor dela sempre agredindo-a de alguma forma. Infelizmente ela não existe mais, devido aos maus tratos que sofreu.
Com toda essa onda de aquecimento global,  focamos nas grandes tragédias e nos grandes acontecimentos ao redor do mundo, mas esquecemos na maioria das vezes que as pequenas atitudes erradas-como jogar um papel de bala na rua, descartar lixo de maneira inadequada, sem saber o que essa atitude pode acarretar, maltratar uma árvore- isso sim está causando os problemas que vemos hoje. Hoje o homem deita concreto em tudo, e existe pouca preocupação com a beleza natural.  A natureza está sendo sufocada, e muitas vezes reage violentamente à isso. Temos um tesouro muito valioso ainda, mas precisamos cuidar e proteger, caso contrário, a vida estará em constante risco.

domingo, 31 de março de 2013

Você sabe o nome desta flor?

gifs


Você sabe o nome desta flor? Fiz algumas pesquisas e ainda não obtive êxito. Esta flor, quando começa a desabrochar fica verde. Depois, com o tempo, fica cor de rosa. Ela permanece exuberante por vários dias seguidos. E no fim vai secando lentamente ficando com um tom esverdeado. Essas fotos foram tiradas ano passado. Conto com a ajuda de quem souber. 



domingo, 24 de março de 2013

Fotos marcantes

Talvez essas sejam as fotos mais bacanas que consegui até o momento. Esse pássaro, o João-de-Barro, pousou sobre minha casa num determinado momento, em que eu estava com a câmera fotográfica ao lado. Peguei-a rapidamente, e mesmo não sendo um equipamento profissional, aproximei a imagem com uma certa ansiedade, por receio de ele voar logo, e consegui essas duas fotos que ficaram muito boas.


Tenho muito orgulho dessas fotos. E curiosamente, assim que as tirei, ele voou. Parece algo tão simples, mas tem um grande valor. Só quem consegue uma foto assim, num momento tão inesperado, compreende o valor desse instante.


E você? Já conseguiu tirar uma foto que se tornou inesquecível?

domingo, 3 de março de 2013

Porque não plantar algo? 2


Quem não gosta de um quiabo com frango? Ou mesmo um quiabo bem temperado, acompanhado de arroz, feijão e angu?
Um quiabinho bem feito é um prato sensacional. Muitos gostam dele com frango, com pimenta, ou mesmo puro, mas independentemente da forma e dos ingredientes que o acompanham, esse fruto permite uma certa variedade de preparo. Se você tem um quintal, ou mesmo um espaço com terra, não é difícil produzi-los aí mesmo na sua casa. Basta comprar as sementes, e na própria embalagem vêm as instruções de plantio.
Agora não é a melhor época para plantar, visto que o calor agora tende a diminuir, e é justamente na época do calor que o quiabo produz melhor. Na época do frio ele fica mais vulnerável às baixas temperaturas, mas entre agosto e outubro, é um tempo excelente para plantar, pelo menos aqui em nossa região em MG. Como sou apaixonado por todo tipo de plantas - e quiabo também - costumo fazer uns improvisos, já que o espaço que tenho é pequeno. Plantei uns pés numa bacia, mas por ser um espaço muito pequeno, a raiz ficou sem lugar para desenvolver, os pés cresceram meio desanimados, e o desenvolvimento foi muito devagar, sem que as plantas pudessem atingir seu nível de crescimento adequado no tempo certo. Mas valeu pela tentativa, e pelos momentos de lazer saudável. Numa bacia velha, consegui os resultados das fotos que estão aí. A flor dele é linda demais, mas dura um dia apenas, porque no dia seguinte dá lugar ao fruto. Foram 5 pés apenas, que pelo desenvolvimento lento e condições de espaço não favoráveis, não irão produzir muito bem, mas num espaço com terra, eles produzem bastante, e você colhe frutos quase diariamente.

Algumas dicas:

  • A maneira de cortá-lo, você mesmo escolhe, em rodelas ou em pedaços maiores.
  • Basicamente, você tem que refogá-lo (fritá-lo) em algumas colheres de óleo. Daí pra frente é só usar a criatividade e a imaginação.
  • Somente refogando-o por um tempo, ele acaba ficando macio, e temperando a seu gosto, fica excelente acompanhado de arroz.
  • Há quem prefira com caldo, então depois de refogá-lo, coloque um pouco de água e deixe cozinhar um pouco.
  • Acrescentando uns pedaços de tomate, fica excelente também.
  • Depois de refogado, acrescentar arroz crú e deixar os dois cozinharem juntos. Depois colocar cebolinha picada por cima.
  • O tradicional com frango é o mesmo processo. Depois de refogado, acrescente pedaços de frango previamente temperados e fritos e deixe o quiabo cozinhar junto. Pode-se também utilizar a panela que se usou para fritar o frango, desde que retire o óleo da fritura, fica ainda melhor o sabor.


Essas são apenas algumas dicas. Cada um pode criar o seu prato...
E aí, qual é o seu modo preferido?



domingo, 24 de fevereiro de 2013

Equisórias

Essa postagem é especial, porque enfim descobri o nome dessa flor: é a Equisória, a qual não sabia o nome na postagem "Quantidade ou Qualidade". Agradeço a Ângela, secretária da Escola Raul Soares, que viu o blog e sabia o nome dela. Aí estão mais algumas fotos  das Equisórias que tenho em minha casa.
As Equisórias são de uma espécie classificada de "suculentas", porque elas têm uma capacidade especial de armazenar água e sobrevivem muito bem nas épocas de calor, necessitando de pouca água. São cerca de 22 mil espécies existentes, sendo que no Brasil, existem cerca de 100 espécies.

picasion.com

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Árvores



Essas árvores ficam na entrada do bairro Primavera. Assim que você entra no bairro, se depara com esse espetáculo. São várias delas, lado a lado, formando esse visual incrível. Se não fossem as árvores, seria mais difícil suportar o calor nessa selva de pedra e concreto em que estamos vivendo hoje. Você já experimentou o prazer de plantar uma árvore?
Você gosta de árvores? Já parou para observar as árvores da sua rua, do seu quarteirão, do seu bairro?
Elas são importantes em nossa vida, devido à tantos benefícios que nos trazem. Elas estão diretamente associadas à vida, ao ar que respiramos, ajudam a proteger o solo, evitando a erosão, além de retirar os poluentes do ar, influenciam diretamente no clima, além de vários benefícios infindáveis.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Belezas Esquecidas

Essa foto foi tirada na Nova Avenida Beira-Rio, numa tarde desse verão de 2012/2013, em Ubá-MG

Aqui em nossa cidade há algumas belezas ainda. Digo algumas, porque infelizmente não temos o hábito e nem a cultura de preservar o que temos de mais bonito. Com o constante crescimento da cidade e da população, a tendência é que todas as belezas naturais sejam  pouco a pouco engolidas pelas indústrias, por prédios e construções que não param de surgir. O crescimento e o progresso são realmente importantes, mas tão importante também seria refletirmos sobre a preservação e a memória do nosso lugar, que está se perdendo. Que sentido fará o progresso se não tivermos belezas naturais pra admirar? Se quiser comentar aqui ou entrar em contato, fique à vontade.
E-mail: bandamembrana@hotmail.com

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Porque não plantar algo?


A foto é de uma flor
da abóbora do meu próprio quintal.

Se você tem um quintal, 
ou um espaço com terra, 
porque não plantar algo nele?
Uma semente de abóbora, por exemplo, faz crescer um pé que rodeia todo o chão, e com poucos cuidados, você pode ter frutos excelentes, a custo quase zero. E além do prazer de saber que foi você o responsável por cuidar da planta, poderá também comer algo extremamente saudável e de boa procedência.


Quem quiser dicas de plantio, entre em contato pelo e-mail:
bandamembrana@hotmail.com
Terei o maior prazer em ser útil.
Até a próxima postagem!!

domingo, 27 de janeiro de 2013

Dias de chuva


Os dias de chuva são cinzentos, mas se você observar através de sua janela, verá belezas incríveis, basta acreditar...

domingo, 20 de janeiro de 2013

Quantidade ou qualidade?


''Os homens cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram. E, no entanto, o que eles buscam poderia ser achado numa só rosa.''

Antoine de Saint-Exupéry




Na verdade, essas flores não são rosas. São pequeninas flores que formam um visual exuberante.Tenho no meu quintal, mas não sei o nome...se alguém souber, por favor, fale qual o nome dela. Obrigado.

domingo, 13 de janeiro de 2013

sábado, 5 de janeiro de 2013

Um desafio, na verdade, uma brincadeira




Se você pudesse adivinhar, de onde diria que é esse lugar?
Qual a sua nota (de 0 a 10) para essa paisagem?

O ser humano e a perda do contato com as coisas da terra e da natureza



  Nos últimos anos o mundo progrediu violentamente em todos os sentidos, as coisas mudam tão rapidamente, que o que era há um minuto atrás, já não é mais nesse momento a mesma coisa. Um dos reflexos negativos disso é perda de contato do homem com as coisas da terra e da natureza. Devido às formas de grande escala de produção de alimentos, o homem se afasta do campo cada vez mais, as máquinas fazem o serviço dos homens e, por consequência, as crianças, os jovens também se afastam. Se não houver um processo diferente de se educar, isso pode se tornar um processo irreversível.
  A terra produz riquezas incríveis para qualquer homem que assim desejar. Aquele que vive no campo, ou mesmo tem ali seu pedaço de terra pode, através de seu esforço e dedicação, colher suas frutas, seus legumes e verduras, sem maiores investimentos, nada muito além de seu próprio esforço, mas a maior conquista é o prazer que isso proporciona. Aquele que já plantou um simples pé de alface, ou já cuidou de um pé de fruta desde o seus primeiros momentos, e pôde usufruir disso, sabe bem o que isso significa, sem contar também os pensamentos bons que essas aparentes pequenas coisas trazem à mente daquele que as praticam.
    É muito perigoso quando as coisas se tornam totalmente mecânicas, e é isso que está acontecendo: nós compramos todos os nossos legumes, verduras e frutas no supermercado, isso é muitas vezes divertido, mas esquecemos e muitos de nós nem sabemos que o maior prazer é justamente podermos semear, e nós mesmos cuidar do crescimento, do desenvolvimento, e depois da colheita do nosso próprio esforço.
    Os prédios, as grandes e pequenas construções, varrem todo o nosso espaço como um furacão, deitando concreto em todas as partes, a violenta expansão do centro urbano, construções sem fim de estabelecimentos para aluguéis e para comércio, construções e mais construções que deixam a impressão de que a qualquer hora seremos engolidos dentro de uma enorme betoneira.
    Pouquíssimas pessoas hoje têm a possibilidade de cultivar uma horta caseira, ter ali seus pés de couve, seus pezinhos de mandioca, 2 ou 3 pés de fruta, são coisas extremamente fáceis de se ter quando se tem um pequeno quintal, que exige pouco esforço, ao contrário do que muitos pensam, e proporciona horas e horas de pensamentos bons e uma dedicação sadia. Pode proporcionar assuntos longos com o vizinho sobre a melhor maneira de cultivar isso ou aquilo, a melhor maneira de cuidar de uma determinada verdura, trocas de experiências, trocas de mudas ou sementes, trocas de sentimentos bons.
    Plantar não é só uma terapia maravilhosa, mas é um prazer imenso, uma dádiva sensacional, um prêmio que Deus nos deu. Nó seres humanos nos encantamos com o que as pílulas podem nos proporcionar em matéria de cura, quando a grande solução para esses males todos que assombram a humanidade está a nosso alcance, ao alcance de todos, que é manter esse contato com a terra, esse contato com Deus, porque Deus se manifesta em tudo que foi criado por Ele. As coisas da terra são a cura para o corpo e para a alma.